Páginas

terça-feira, 12 de outubro de 2010

O amor passeia sem presente

Eu chego do serviço,passo manteiga no pão e durmo.
Você passa minha roupa,toma banho e dorme.
No dia seguinte,eu passeio com o cachorro
Você passa no banco,para pagar as contas
No Fim de semana,eu passo cimento nos tijolos
E você passa aquela tinta vermelha no cabelo
Daí nosso amor passa
sem nenhum passado significativo.

Um comentário:

ALINE VITORIA disse...

Esse texto é fabuloso!!! Parabéns!