Páginas

domingo, 16 de janeiro de 2011

Tolerante

Sinto mais saudade do que acabou de acontecer
Do que daquilo que nunca mais aconteceu
Não sei sentir nada,sem for um maremoto
Não há mais pecado no encontro
Aonde a auto-suficiencia de quem não se ama,escapa da tolerencia
Não quero alguém me ame,quero alguém que me tolere.

Um comentário:

irreverente, Eu; disse...

Ficou ótimo... e a ultima frase é sensancional.