Páginas

quinta-feira, 7 de janeiro de 2010

Seu beijo cítrico
Excêntrico prazer
No centro do seu peito
Concentro meu amor
Egocêntrico amante
Critico o silencio
Trucidando o tédio
Sigo assim tricotando a esperança
Travando um duelo entre eu e o além

Um comentário:

Nadja Reis disse...

Bom poema :)











http://absolutamenteeu-nadja.blogspot.com/