Páginas

quarta-feira, 15 de julho de 2009

desintegra

Sua alma evapora
suas mãos evaporam
você e seus poros
até suas palavras são poros
você é o próprio tempo
é o próprio relogio que desmancha
é por isso que nunca te toquei
nem todo amor é bom quando se espalha.
voce é o proprio sopro
é o proprio vento que se desgasta
é por isso que nunca te toquei.
voce não se entrega
se desintegra.

Um comentário: