Páginas

sexta-feira, 25 de setembro de 2009

A saudade é vermelha

O amor não tem cor
Mas a falta é vermelha
vermelha como aquela letra F
nos tempos de escola.

2 comentários:

irreverente, Eu. disse...

E como é vermelha...

Erica Vittorazzi disse...

Sou daltõnica e a minha saudade não tem cor, só palavras...