Páginas

segunda-feira, 4 de abril de 2011

Ultrapassar

Se eu fosse mais atento, o tempo passaria mais rápido, a preocupação me deixa febril, e meu coração desacelera com a dissonancia de meus atos. Um perfeccionismo distraido que já não me traz vitória. Queria prever minha responsabilidade e assim ver minhas mãos agindo, algumas horas estou longe de mim, outras estou muito perto para perceber algo além. Os meus erros são primarios perto da faculdade de compreender o exigido, e confundo inteligencia com competencia sempre. Prefiro me manter longe dos meus erros, embora eles sempre me dão as costas quando o limiar é o aprendizado. Cansei de aprender assim, quero um dia poder aprender com meu sorriso e com minha boa vontade. Eu não fico a vontade nem com a boa vontade, e essa minha inadadequação, ainda vai custar outras equações mais caras, vou somando meus fracassos e sem resoluções, permaneço em estado de inercia. Quantas chances são permitidas quando não se consegue nem chegar a elas? Eu não enxergo as chances, o que eu enxergo são sempre tentativas inválidas. Eu quero descansar em meus acertos, nem que pra isso eu ultrapasse meu otimismo.

2 comentários:

Thaís Alves disse...

A vida é um caminho de fracassos até chegarmos ao sucesso. E é assim mesmo, o importante é não desistir, porque um dia ele chega... ah, se chega! beijos

Fuso Diário disse...

O final me arrepiou ..________