Páginas

segunda-feira, 21 de março de 2011

Sonhar é tapear

A minha vida se divide entre necessário e desnecessário, quando a alma reclama a boca se fecha, como se fecha a palavra que não encontrou o sentimento, a palavra não contem o sentimento, a memória simn.Não existe carinho sem memória assim como não existe pavor sem inteligencia. Todo susto capaz de me levar pra baixo advém de minhas tentativas em não ser tolo.Falácias ocorrem o tempo todo, são como temperos que só servem para aumentar o meu fracasso.Acredito na sorte, como quem acredita em tudo que desdém da crença em Deus.Sonhar é se vingar da vida ou da morte, depende com o que você sonha.Sonhar é tapear a vida, atribuir a ela um significado maior que tudo.

3 comentários:

Clara disse...

:)

Emoções disse...

Poetas, não se intitulam apenas poetas...
São seres estranhos, diferentes.
Possuidores de melancolia pungente
Nascem com o dom das palavras

A maldição do sentir extremado
Do sofrer demasiado
Do viver o sonho de amor
Com lancinante e extrema dor

Não sabem amar suave e sereno
Amam com todo o âmago, ao extremo.
Dedicam-se assim, por dias, noites,
Meses e anos sem fim

Mas como a vida é feita de escolhas
E na indiferença, na troca, sentem o desamor,
Mesmo compondo os mais belos versos
Inspirados que estão em seu espírito sofredor

Optam por parar de querer,
O que jamais poderão ter.
E como suas almas são predestinadas,
A escrever, escrever e mais nada,

Buscam nova inspiração,
Novas rimas, outra canção.
O poder do amor, um novo alguém,
Uma nova jornada!

Nathane Dovale, disse...

eu li "sonhar é trepar", sou pervertida?