Páginas

domingo, 6 de junho de 2010

Melhor Amigo

- Eae,você vai perdoa-la?.Perguntou ao rapaz sentado ao lado,enquanto dividia sua atenção,com a conversa,os olhos no retrovisor,e ainda um big mac,e suas inseparaveis batatas.
Freito acionado,batatas ao chão.
- Eu falei,eu falei,que não dá para dirigir,e ao mesmo tempo comer.Falou com firmeza o passageiro.-E a respeito da sua pergunta,não,não vou perdoa-la,ela disse que me trai com o meu melhor amigo,po,tenho tantos amigos,não sei quando deles,ela se referiu,mas é indiferente,não importa o corpo que ela chupou,importa,que não era o meu.
-Mas ela falou isso?com todas as letras? "Trepei com seu melhor amigo"? perguntou,indignado,enquanto recolhia algumas batatas ao seu pé.
- Sim,sim,falou,e quando perguntei o nome,ela disse que,eu logo iria saber.
-Me permita,mas que puta falta de sacanagem ein?Disse o amigo,com ojeriza
-Nem me fala,cara,nem me fala.
-Bom,é aqui que vc mora né ?parou em frente ao um antigo condominio,roupas penduradas nas janelas de diversas cores,formando uma obra de mondriand edificada.
-Aqui mesmo,obrigado pela carona,fico te devendo essa.
E ao ir embora,ja meio distante,o motorista fala alto; - Magina,não foi nada,melhor amigo,é para essas coisas.E sai cantando pneu.

2 comentários:

Luiza Bastos disse...

"Puta falta de sacanagem..."


Gostei no Mondriand edificado.

Yasmin Souza disse...

me dá um pouco da tua criatividade?