Páginas

domingo, 15 de janeiro de 2012

Melancolia

Minha agonia onírica na contramão de uma celebre árvore
sem mistério interplanetário que me faça só
se em ti sou cálice, minha sede é milagre
Quando a melancolia colidir com meu peito
Será um alívio ser extinto da tua terra

Um comentário:

Nathane Dovale, disse...

ah, você é de ninguém
ah, você é de ninguém ♪