Páginas

segunda-feira, 26 de outubro de 2009

Inóspito

Fraquejar diante você
Derramar minhas desculpas desfeitas
Procurar o esconderijo para que minha alma não entre na sua
Enfeitar os devaneios,desertar a saudade
Flamejar seu orgulho tão desesperado
Fazer chover em sua austera personalidade,inundando assim,seu caráter
Remediar a sua indiferença com o passado mal criado da infância
Entupir os seus vasos sanguíneos com a mesma química de seu cigarro
Regurgitar suas inconveniências intolerantes
Dilacerar seu mau humor tão cortante como suas cicatrizes mimadas
Acusar seus erros seu pecado,seu corpo oco,sua alma insípida
Seu coração,foi o lugar mais inóspito aonde poderia morar.

3 comentários:

Khp disse...

Blog excelente, parabéns!

Marcela Brunelli disse...

Morar num lugar que não faz bem é melhor do que não morar em lugar nenhum. Mas uma hora cansa..

anaclara disse...

inóspito. mas,
em algum momento foi hospitaleiro, ou não ? hahaha
adorei,
de novo.