Páginas

terça-feira, 21 de outubro de 2008

Resposta a Terráquea

Cara terráquea,foi muito triste partir,sem nem mesmo saber o nome do que sente,quando ria,das minhas inocencias. Pois aqui,há tão poucos sons e palavras,quanto sentimentos,tudo que aquece aqui,é somente a esperança de um dia voltar a terra ,você sabe que o que me manteve vivo ate hoje,era a certeza de havia vida em outros planetas,e que essas vidas,nos ensinariam a ter saudade,me dei conta do que nosso planeta é tão só,quando pude ver como es alegre,suas cartas ainda estão cravadas em meu solo,como bandeira,de quem um dia me fez descobrir o que é amar,eu só não posso prometer que vou voltar,pois aqui as coisas também não andam nada fáceis,e o que resta é somente a sua fé,creia em mim,assim,sempre estarei controlando e movimentando as estrelas para ti.

5 comentários:

Fernando Araujo disse...

que lindooooo.

mesmo.

abraço no laço.

Esther disse...

Oi Iuri,

gosto do que escreve,
a singeleza da simplicidade

é nítido ver seu talento,
parabéns!

Marina disse...

MEUDEUS MEUDEUS, MIL VEZES OBRIGADA, MELHOR POETA DO MUNDO!

David disse...

nossa. Muito bonito. Parabéns!

BeaMattos disse...

nossa! muito bonito, Parabéns!

estava logada com o usuário errado.rs