Páginas

terça-feira, 11 de setembro de 2007

Oi

O que fazer com tanta Clarice, com tanto Leminski, e com tanto Drummond?De que vale tantos livros?Pra que tanto Almodóvar, tanto Fellini, tanto Copolla, pra que tantos filmes?Saber quem pintou “os amantes” quem esculpiu a rosa, e quem deu vida ao grito?Se aqueles prédios são do Oscar, ou se aquela musica é Do Chico?Para que tanta cultura?Tanta informação?Se ao te ver eu só consigo te dar um Oi.

7 comentários:

Uma Elisa disse...

que belo post :~~~
uma coisa que verdadeiramente acontece..
pra que tanta coisa por dizer, se as vzes bem conseguimos dizer nada :/

gostei do blog tbm :)

mah_sefrian disse...

isso me lembrou cazuza, se bem que nem tem nada a ver mais enfim
'pra que usar de tanta educação, pra destilar terceiras intenções'
é realmente não tem nada a ver, mas deixa eu fingir e rir.
te amo oks?

Mary Roque disse...

Simples e belo!!
Seus textos tornam toda a complexidade da alma simples de entender!
Parabéns! Bjokas

Anitha disse...

Nossa!
Perfeito...
A gente sempre tem tanto a dizer,mas quando vemos aquele alguém,parece que tem uma trava...um bloqueio e só vem aquele "Oi" , no máximo um "Tudo bem?"!

Gostei muito
;*

Iara disse...

Ui! Essa foi boa...
não resisti e tive que palpitar :D

Fernando disse...

Achei o blog sem querer;.. por causa dessa estrofe vou passa mais vezes

Nathane Dovale, disse...

sabe aquele texto que quando a gente lê se arrepia? então... foi isso que acabou de acontecer!