Páginas

quinta-feira, 24 de maio de 2012

Pulsão escópica

O meu olhar no seu não sou eu, é meu pulso que suplica pelo teu.
Com meus olhos descubro tua ausência
O meu olhar onde você não está, esse sim sou eu.

2 comentários:

Daniel Andre disse...

Perfeito !

Nathane Dovale, disse...

"Quando as palavras se fazem inexistentes
Enterro-me em luto
E elas imediatamente caem em meu corpo como flores."