Páginas

sexta-feira, 24 de fevereiro de 2012

Artista

Deixe-me assim, apático.
Que nada me apetece a não ser o amor
Deixe-me assim, em um oceano ártico.
Congelando cada partícula, até virar patético.
Deixe me virar apenas uma articulação
Entre o teu sonho e o teu medo
E na tísica dissimulação , deixe-me assim artista.

Um comentário:

Alex Carvalho disse...

Muito Bom
Gostei especialmente destas frases:

"Deixe me virar apenas uma articulação
Entre o teu sonho e o teu medo"